Advogada Decide Empreender e Já Pensa em Largar Carreira
21 de fevereiro de 2018
6 Filmes Que Toda Mulher Empreendedora Deve Assistir
27 de fevereiro de 2018
Exibir tudo

Empreendedora Brasileira Faz Sucesso com Quitutes nos Emirados Árabes

Foto/Reprodução

A Gula oferece coxinhas, risoles, empadas, quiches, bolinhos, pães de queijo, quindins e queijadinhas, além de 12 variedades de brigadeiros, beijinhos e bolos. Conheça a história da empreendedora que faz sucesso em Dubai.

Difícil encontrar uma pessoa que não se renda aos encantos da culinária brasileira. Pode ser em qualquer lugar do mundo, os quitutes nacionais são sucesso. Este é o caso da paulistana Fernanda Troy, 33, fundadora da Gula, especializada na fabricação de doces e salgados tradicionalmente brasileiros em Dubai.

No quesito profissional, a brasileira dos Emirados Árabes tem uma bagagem bem carregada. São diversas áreas. Formada em técnico de enfermagem, já trabalhou como babá, vendeu pastel, buffets infantil e trabalhou em algumas companhias aéreas. E uma delas foi a gigante Emirates, que fez com Fernanda mudasse para a cidade mais verticalizada do mundo em 2010.

No mesmo ano paralelo à carreira de comissária de bordo, decidiu empreender e abriu a “I Love Coxinha”, especializada nos salgados nacionais vendidos aos brasileiros em Dubai. Oportunidade de ganhar uma grana extra levando o tempero de casa aos compatriotas. Dois anos depois decidiu formalizar a empresa – o que nos Emirados Árabes significa usar uma cozinha industrial e não trabalhar em casa –.

Em maio de 2012, o empreendimento da paulistana foi rebatizado de Gula. Para atender aos requisitos da formalização, Fernanda gastou cerca de 140 mil dirhans, a moeda dos Emirados. O valor é correspondente a R$ 111 mil na cotação atual.

A Gula oferece coxinhas, risoles, empadas, quiches, bolinhos, pães de queijo, quindins e queijadinhas, além de 12 variedades de brigadeiros, beijinhos e bolos. Entre o público alvo, além dos brasileiros, estão estrangeiros da classe média, alta e os emiratis – nome dado aos nativos dos Emirados Árabes Unidos.

“Os emiratis são absolutamente apaixonados por coxinhas, pão de queijo e todos os docinhos, especialmente os que têm coco. O tempero brasileiro encantou todas as nacionalidades” diz Fernanda.

Fernanda não revela quanto fatura com a Gula, mas afirma que vende cerca de 500 quilos mensais de quitutes. Nos meses de novembro e dezembro, por causa das festas de fim de ano, a produção sobe para aproximadamente 800 quilos.

De acordo com a empreendedora, Dubai é um bom lugar para se viver. “A cidade é muito nova e tem muitas oportunidades a serem exploradas. Não temos planos de voltar ao Brasil”, afirma.

Cia Magistral
Cia Magistral
Criado em 1989, o curso conta com técnicas próprias, desenvolvidas pela fundadora da empresa, Isolene Niedermeyer, e ensina de maneira prática e eficaz, os seus alunos a fabricar lindas lingeries com a qualidade que o mercado exige. Mesmo se o aluno nunca costurou é possível aprender. Desde a sua criação, o Curso de Confecção de Lingeries Cia. Magistral já formou mais de 300 mil alunos em todo o Brasil e continua contribuindo com uma formação plena e profissional contribuindo para o crescimento individual de cada profissional e a realização dos seus sonhos.
//]]>