Da falência para um faturamento de R$ 93 Milhões
13 de Janeiro de 2018
Necessidade faz Mãe criar empresa de produtos hipoalergênicos
16 de Janeiro de 2018
Exibir tudo

Foto/Reprodução

Paixão por modelos antigos foi o caminho certo para microempresária. Veja!

Foi através dos sucessos das telonas como “E O Vento Levou”, que a atriz e estilista Jordana Donni,36, descobriu sua paixão pela moda retrô. A cada filme do mesmo segmento assistido ficava a vontade de ter um guarda-roupa cheio dos figurinos usados ou parecidos com os das divas do cinema da época como Bettie Page, Marilyn Monroe e Brigitte Bardot.

Instagram/ Reprodução

“Eu queria comprar essas roupas, mas não tinha onde”, diz Jordana. E foi assim, inspirada nos figurinos de sucesso da época que surgiu a ideia, em 2012, de criar a Manisfesto Pin-Up, empresa que integra o conceito “New Retrô”.

O jeito diferente não fica só na aparência das peças, e sim na maneira de lançar suas coleções. Toda loja ou marca de roupa faz o lançamento das coleções de acordo com estação (Verão, Outono, Inverno Primavera) maneira já estabelecida no mundo da moda. Porém para Jordana a temática do negócio é o que dita tudo na grife.

Além do ar vintage que dá em suas peças, Donni começou a desenvolver peças multifuncionais. Por exemplo, um vestido com diversas amarrações pode render a consumidora até 15 modelos bem satisfatório. Esta inspiração de inovar veio ao acompanhar os desfiles de seu estilista favorito, o cipriota Hussein Chalayan.

“[No desfile] A modelo entra com um vestido e enquanto está parada, a peça vai diminuindo, até ela ficar nua, tudo com base na engenharia elétrica. Eu queria trazer isso para a minha realidade”. conta Jordana, que começou a criar peças versáteis.

Para produzir tudo o que sua mente borbulha em criatividade, Jordana conta com o suporte de uma costureira e de uma confecção terceirizada. E por não ter muito espaço físico a microempreendedora comenta que não trabalha com produção a longa escala, são três peças de cada variando entre R$ 150 a R$ 230.

E os planos desta fabulosa empreendedora não param por aqui, agora quer investir em outro público. “é também criar uma coleção de roupas retrô para o público masculino e infantil. Seriam peças mais sazonais, uma grife específica para o dia dos pais, por exemplo”.

Cia Magistral
Cia Magistral
Criado em 1989, o curso conta com técnicas próprias, desenvolvidas pela fundadora da empresa, Isolene Niedermeyer, e ensina de maneira prática e eficaz, os seus alunos a fabricar lindas lingeries com a qualidade que o mercado exige. Mesmo se o aluno nunca costurou é possível aprender. Desde a sua criação, o Curso de Confecção de Lingeries Cia. Magistral já formou mais de 300 mil alunos em todo o Brasil e continua contribuindo com uma formação plena e profissional contribuindo para o crescimento individual de cada profissional e a realização dos seus sonhos.
//]]>