Amigas Empreendedoras Criam Negócio Pioneiro e Faturam R$ 70 Mil Por Mês
14 de março de 2018
Empreendedora Fatura Milhões com a “Hora do Recreio”
20 de março de 2018
Exibir tudo

Com o advento da internet, somos instigados a todo o momento a tomar decisões. Na maioria das vezes envolve comprar algo – a internet é o maior balcão de negócios do mundo – mas em alguns outros casos, a internet nos instiga a mudar. Basta uma simples pesquisa sobre determinado tema para que você passe a receber diariamente as mais variadas informações ligadas a aquele assunto.

 

Todo esse movimento acaba por vezes nos levando a mudança. Quando nos interessamos por algo e
começamos a procurar por informações sobre aquilo, estamos despertando para o novo. Assim acontece
quando sonhamos empreender. Sim, sonhamos, porque este é o primeiro estágio desse acontecimento.

 

5 dicas para tornar real o sonho

 

1 – Não romantize sua ideia!

Acolha seu desejo de mudança com maturidade, isso envolve pensar de forma prática e objetiva como
tornar viável o seu negócio. De nada adianta ter uma ideia que você considera maravilhosa, se não tiver
também um bom planejamento estratégico e financeiro. Segundo apontamentos do Sebrae, a cada 100
empresas abertas no Brasil, pouco mais de 75 sobrevivem ao primeiro ano. Resumindo: empreender exige responsabilidade, então prepare-se para este que é apenas o primeiro desafio a ser encarado.

 

 

2 – Persiga a inovação

De nada adiante você abrir uma padaria em uma região que há mais outras 50 padarias oferecendo os
mesmos produtos. Não basta empreender, é preciso inovar, caso contrário, você será apenas mais um grão
de areia no deserto. Então considere abrir sua padaria e oferecer a cada dia um mini café da manhã
inspirado na cultura de algum lugar do mundo? Compreende a diferença? Agregue valor, pense fora da
caixa.

 

3 – Saiba a hora de mudar

Em publicação do site Pequenas Empresas, Grandes Negócios, Vinícius Roveda, fundador da ContaAzul,
empresa que oferece serviços de gestão online para pequenas empresas, explica que os erros são comuns,
mas o importante, segundo ele, é que as falhas sejam encaradas como um aprendizado. Insistir no erro
pode custar todo o dinheiro e o tempo que você investiu. Então fique atento para onde o vento está
soprando e ajuste as velas.

 

4 – O dinheiro que entra é da empresa, não seu

Um dos grandes erros cometidos por empreendedores de primeira viagem é o fato de misturarem as
contas correntes. É preciso ter muita disciplina neste início de negócio, pois cada vez que você retira
dinheiro da empresa para pagar despesas pessoais, está deixando de investir esse mesmo dinheiro no seu
negócio. E se tem uma coisa que é certa é que o seu negócio vai precisar – sempre – de investimento. Seja
ele em estrutura física, em produtos, em serviços, em pessoas, os investimentos é que vão abrindo
caminho para o crescimento. Então é preciso saber mensurar qual é o pró-labore que você está disposto a
aplicar para si, sabendo que não será possível ir além dele. Os demais valores são da empresa e servem
como reserva ou investimento.

 

 

 

5 – Comunique-se!

De nada adianta você usar toda sua energia, criatividade, tempo e dinheiro em uma ideia se ela ficar
escondida ou restrita ao seu círculo de relacionamento. Para ser sustentável economicamente, um negócio
precisa estar onde o seu cliente está. Ser visto para ser comprado, este é o princípio. Além da presença
física, hoje temos a vantagem de estarmos inseridos no universo digital. E ser digital – independente do
tipo de negócio que você está pensando em empreender – é algo fundamental. A boa notícia é que há uma
série de ferramentas de marketing que vão te auxiliar neste caminho que parece ser de pedras, mas na
verdade não é. Seja pró-ativo.

 

Fontes
https://guiaempreendedor.com/6-dicas-para-quem-quer-comecar-a-empreender-com-pouco-dinheiro/

https://revistapegn.globo.com/Como-comecar/noticia/2014/09/12-dicas-de-gestao-para-empreendedores-
iniciantes.html

Cia Magistral
Cia Magistral
Criado em 1989, o curso conta com técnicas próprias, desenvolvidas pela fundadora da empresa, Isolene Niedermeyer, e ensina de maneira prática e eficaz, os seus alunos a fabricar lindas lingeries com a qualidade que o mercado exige. Mesmo se o aluno nunca costurou é possível aprender. Desde a sua criação, o Curso de Confecção de Lingeries Cia. Magistral já formou mais de 300 mil alunos em todo o Brasil e continua contribuindo com uma formação plena e profissional contribuindo para o crescimento individual de cada profissional e a realização dos seus sonhos.
//]]>